Arte-educação e Direitos Humanos

Crianças entre cinco e 12 anos, participaram de mais um Espaço de Convivência e Inclusão Social, na Ocupação Humaitá – bairro Bela Vista -, em atividades mediadas pela equipe do Projeto Ecoar. A partir do tema central “Quais são os meus direitos?” os educadores sociais do projeto explicaram e exemplificaram os direitos e deveres previstos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Os (as) participantes também foram incentivados (as) a refletir sobre o quanto esses direitos são assegurados e garantidos na prática.


Como resultado, uma das paredes do espaço foi ocupada por lambe lambes, produzidos pelos (as) pequenos cidadãos (ãs). Por meio da arte urbana, eles expressaram seus pensamentos e ideias a respeito do tema, com desenhos, recortes e escritas.


Esta é a metodologia utilizada nos Espaços de Convivência do Projeto Ecoar: ao informar as crianças e os adolescentes sobre seus direitos, deveres e sobre os serviços públicos disponíveis na região onde moram, esperamos fortalecer o Sistema de Garantia de Direitos.


A comunicação entra de maneira transversal e incentiva o protagonismo dos (as) participantes de forma perene, independente da continuidade do projeto no local. Para isso, ainda estão previstas outras atividades, com outras ferramentas de comunicação, que garantam o direito de opinarem e de se expressarem, conforme preconiza o artigo 16 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Fotografia, podcasts, cineclubes, teatro e fanzines são algumas delas.





O ECOAR JOVEM é uma realização do @gritocontinental em parceria com o Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua (MNMR) e o Movimento Nacional de População de Rua de São Paulo (MRPR/SP). Juntas, as organizações promovem ações para garantir e defender os direitos humanos de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade na cidade de São Paulo.


A iniciativa conta com o apoio da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (SNDCA), por meio do Termo de Fomento 915601/2021 (https://www.in.gov.br/web/dou/-/extrato-de-termo-de-fomento-357473642), decorrente de emenda parlamentar do Deputado Federal Vicentinho. O projeto propõe a realização de oficinas de inclusão digital e participação cidadã, de rodas de conversa, e de atividades em espaços de convivência.


Confira a agenda de atividades do Projeto Ecoar para julho!

Sobre a Ocupação Humaitá



Ela recém completa cinco meses. A gestão é do Movimento Social de Moradia (MSM), mas a manutenção do espaço é compartilhada pelas 45 famílias que vivem no local onde antes funcionava a Associação Paulista Cirurgiões Dentistas. Ao mudarem de endereço, o espaço da Rua Humaitá ficou abandonado por oito anos. Gil é um dos coordenadores do MSM e nos contou que foi necessário um mutirão para limpar o espaço antes de torná-lo habitável.


A estrutura conta com salas que antigamente serviam de consultório, mas hoje garantem moradia. Também possui um auditório com capacidade para 110 pessoas. A Ocupação está de portas abertas para quem quiser realizar atividades no local.


As famílias aceitam doações, seja de alimentos ou roupas, mas reforçam a necessidade de voluntários (as), para realizar atividades com as 30 crianças e adolescentes, para a alfabetização de jovens e adultos, mas precisam principalmente de professores do idioma francês – muitos moradores são imigrantes africanos e encontram dificuldade de adaptação por não conseguirem se comunicar.


A Ocupação fica na Rua Humaitá, 389 – Bela Vista - SP

Contato e informações: 11 95448-8047